Dos que amo: cabelos inspiradores!

Oito ícones da música.
Oito referências de estilo.
Oito possibilidades.

Para mudar seus cabelos e sair balançando a cabeça por aí!
(Revista Gloss | 10/2011) 

 Ontem, fiquei a tarde toda lendo revistas… daí encontro essa reportagem que há tempos pensei: nossa! Eu já tive essa idéia de post! Porque não fui a primeira? HAHAHAHA!

Então, mesmo não sendo a  “primeira” a escrever sobre, decidi dividir com vocês as fotos da matéria, assim como alguns trechos,  pois é bem interessante!

Minha história com cabelos/cortes/colorações é antiga! Já tive vários cabelos (como vocês podem ver AQUI) e sempre busco mudar… nem que seja algo bem de leve!
Meu sonho era ter o cabelo fino novamente (sim, depois de velha ele ficou cheio!)  pra poder cortar bem curto como o da Vanessa Rozan:


Chique, lindo, prático e estiloso!

Juro que eu morria de raiva quando via alguém aqui da cidade com esse corte de cabelo. Muahahá!


E esse cabelo MUSO da Chloë Sevigny? Muito amor!

Enfim. Não corto o meu assim porque não dá. Infelizmente. E sim, sei que existem mil opções de “alisamento” etc e tal mas eu não gosto nem de usar chapinha, imagina eu sendo escrava do salão? NUNCA! HAHAHAHA! (:

Em compensação… faço minha irmã de cobaia e corto as cabelas dela do jeito que quero! Ahhh, que amor de irmã! (L) Querem ver?

Essa semana mesmo fui visitar a mama e ela me pediu pra cortar as cabelas novamente. Dessa vez, cismou com o seguinte corte: melindrosa (anos 20) bem curtinho de um lado e com uma ponta enorme do outro. Fiz né? Adoro fazer a Jhê Scissorhands e deixar as pessoas mais estilosas! Beijos!

______________________

O negócio é ousar  minha gente! Assuma o cabelón, alise, corte, deixe grande, enfim… a parada é se sentir bem! Pra inspirar vocês, postarei as fotografias da matéria da revista okie? Espero que gostem!

À la Patti Smith:

Tudo começou quando ela roubou a camisa do namorado (o fotógrafo Robert Mapplethorpe) para completar seu uniforme punk: calça skinny preta, tênis e jaqueta de couro. Estava pronto o visual andrógino, objetivo e súper chique que a cantora Patti Smith carregaria por toda a década de 1970 (…). O cabelo bagunçado com franja na altura dos olhos é usado pela atriz e cantora Charlotte Gainsbourg e pela modelo Freja.

O corte:
Camadas de fios irregulares sobre uma base reta dão leveza às madeixas. A franja deve ser cortada na altura dos olhos e em formato de meia lua: o centro mais curto e as laterais mais compridas. O resultado combina com todos os tipos de rosto. Em fios lisos (sejam eles finos ou grossos), o acabamento das pontas deve ser feito com tesoura para evitar que elas fiquem espigadas.

Se joga no estilão:

Pra conhecer o som da Patti! <3

À la David Bowie:

Roupas colantes, peças coloridas e muita maquiagem: era com esses elementos que Bowie montava seus looks cheios de glamour no começo dos anos 70. O cantor inglês adorava inventar personagens – e naquela época seus alter egos eram os alienígenas de madeixas vermelho fogo Ziggy Stardust e Aladdin Sane. A cor virou moda e reaparece em tons pastel, como rosa e azul bebê. Katy Perry e Kate Bosworth já aderiram.

O corte:
Tem formato Chanel, com a parte de trás mais curta. O comprimento deve ser desfiado em camadas do topo da cabeça até a altura do nariz, onde termina a franja. É ideal para fios de espessura fina a média. Para ficar ainda mais ousado faça o corte com navalha – mas só se não for descolorir os cabelos, pois nesse caso podem ficar espigados.

Se joga no estilão:

Uma das minhas preferidas! <3

À la Beatles:

Cabelo no formato de cuia, sapatos oxford e calças curtas viraram uma febre na Inglaterra dos anos 60 por causa da banda de Liverpool. O look da moda tinha cara de uniforme e influência da alfaiataria masculina: os terninhos e a camisa abotoada (no estilo preppy, todo certinho) e as saias plissadas ganharam força entre as mulheres. Hoje em dia a franjinha voltou com tudo: está na testa da roqueira Karen O da banda Yeah Yeah Yeahs, e da rapper Rye Rye.

O corte:
Só funciona para quem tem fios lisos, mas combina com todos os formatos de rosto. Nos retangulares, deve acabar abaixo da orelha. Já nos redondos e ovais, fica melhor na altura do queixo. Para que o acabamento seja preciso, o corte é feito com tesoura e finalizado com máquina. Volte ao salão em 25 dias.

Se joga no estilão:

Amo! <3

À la Rita Lee:

A mistura de psicodelia e romantismo sempre foi a cara de Rita. Ela adorava combinar flores, maxicolares e silhueta em formato “A” – um clássico da década de 1960. O cabelão liso com franja (que foi ficando cada vez mais ruivo!) virou um grande sucesso. Não dá para saber se Florence Welch, a vocalista da banda inglesa Florence and the Machine, conhece a roqueira brasileira, mas é ela quem mais explora esse estilo hoje em dia – as duas parecem irmãs gêmeas!

O corte:
A receita é simples – fios retos, franja em meia-lua e laterais em formato de cuia. É ideal para quem tem o rosto redondo ou ovalado (e madeixas lisíssimas, é claro). Em sua versão mais certinha, o corte tem acabamento feito com tesoura e deve ser retocado mensalmente. Já com a navalha é possível criar pontas irregulares –  como fizemos nas fotos deste editorial. Nesse caso, a manutenção pode esperar dois meses.

Se joga no estilão:

Eu acho essa letra um BARATO! (:

À la Gal Costa:

Os saiões com estampas usados com plataformas e batinhas amplas fizeram o visual de muita gente na virada dos anos 60 para os 70 aqui no Brasil. Era a resposta da moda para o espírito tropicalista que tomava conta das artes – e que mandava misturar temas bem brasileiros com formas universais. As cantoras Vanessa da Mata e Cibelle entraram de cabeça na nova versão desse estilo – que não economiza nos acessórios e no cabelão armado.

O corte:
Os fios devem ser repicados com a tesoura para que o corte ganhe formato de triângulo (mais volume nas pontas do que nas laterais). Fica melhor em cabelos naturalmente encaracolados ou ondulados e de espessura média a grossa. As pontas podem ser aparadas a cada dois meses.

Se joga no estilão:

Quem nunca escutou essa música nessa linda voz… bom sujeito não é!

À la Jimi Hendrix:

O look do guitarrista americano – reflexo de seu espírito livre e contestador – resume o estilo de toda uma geração: as calças boca de sino, os coletes de franjas e as estampas psicodélicas que ele usava no palco também se multiplicavam pelas plateias de seus shows, no fim dos anos 60. Nos cabelos, Jimi assumia o black power superarmado e abusava das faixas. Uma maneira de atualizar o look é raspar as laterais, como faz a cantora Rihanna.

O corte:
Raspe as laterais de orelha a orelha com máquina número 1 a cada 15 dias. O topo é desfiado com tesoura e deve ficar com comprimento de 4 a 6 centímetros. O ideal é que a manutenção seja feita a cada mês e meio. Mas, atenção: antes de sair tosando a cabeleira, peça ajuda a um profissional – que vai poder indicar a altura e largura de corte que combinam melhor com seu rosto.

Se joga no estilão:

À la Madonna:

Misturar tudo o que veio antes é uma das características dos anos 80 que Madonna encarnou com mais esmero. Seus looks daquela época reúnem elementos do punk dos anos 70, os lenços na cabeça dos anos 50 e escarpins clásicos – e combinam elementos profanos (lingerie á mostra) e religiosos (terços e crucifixos) sem fazer cerimônia. Hoje cabelos platinados e com ondas são uma marca de Gwen Stefani (mas que cantora pop á não teve essa fase?!?).”

O corte:
É simétrico, com a base reta na altura do ombro – ideal para rostos de formato retangular ou redondo. A franja reta que vai até as têmporas favorece quem tem testa larga. O corte é feito com tesoura, sem camadas. É preciso acertar a franja a cada 20 ou 25 dias, mas as pontas aguentam até 35 dias sem que comecem a parecer irregulares.

Se joga no estilão:

À la Diana Ross:

Do começo dos anos 60, quando integrava o grupo de soul The Supremes, até o fim da década de 1970, já reinando em versão solo nas discotecas, Diana arrasou com longos vestidos de lurex, muito dourado e sapatos de salto altíssimos. Esse estilo sexy voltou em versões mais justas e curtas – acompanhadas de cabelos às vezes mais crespos (como os da cantora Esperanza Spalding), às vezes mais cacheados (como os de Beyoncé).

O corte:
Ele é reto na base e desfiado no comprimento – pois precisa ter bastante volume. Combina com todos os formatos de rosto e é indicado para fios de ondulados a crespos. O reencontro com a tesoura pode ser agendado a cada dois meses para que as pontas sejam aparadas e as camadas, refeitas.

Se joga no estilão:

Que voz mais gostosa de ouvir gente! <333

Enfim… eu decidi transcrever a matéria pra vocês, pois a achei súper interessante e estilosa. Tudo o que está escrito em italico e “entre aspas” foi retirado da revista! (:

Agora é a minha vez de opinar num cabelón à la alguém! Hehehehe! Será? Ai que vergonha! *o*

Então gente… como não posso ter os cabelos dos meus sonhos bem curtinhos e lindos, entrei numa onda de fazer a Lana Del Rey!

À la Lana Del Rey:

Nessa foto, o cabelo dela estava mais ruivo e médio. Agora sim, a cor/tamanho dos meus cabelos estão parecidos.
Querem ver? Cliquem!

MOMENTO MICO DO BLOG:

Ok, já posso morrer de vergonha! Hahahaha! ;)

Ah… mas ficou legal né? Tô deixando a franja crescer pra ficar bem retão! (:

Amo esse clipe! <3

________________________

Imagens:
Revista Gloss (10/2011)
Fotógrafo: Hugo Toni (Abá MGT)
Google

Edição de imagens:
Jhê Delacroix

Textos:
Revista Gloss (10/2011)
Jhê Delacroix

_______________________

E aí curtiram? Alguém tem alguma dúvida/sugestão pro post? Então comentem galera! Escrevo com muito carinho e adoraria saber o pitaco de vocês!

Ps: eu sempre respondo os comentários ok? Sempre! ;*

Anúncios

3 comentários sobre “Dos que amo: cabelos inspiradores!

Gostou? Dê o seu pitaco!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s